ESTUDO DIRIGIDO - RECUPERAÇÃO PARALELA - 1º SEMESTRE

quinta-feira, 8 de outubro de 2009
ESTUDO DIRIGIDO
RECUPERAÇÃO PARALELA
1º SEMESTRE

Responda as questões abaixo de acordo com o que foi estudado no 2º Bimestre sobre a Grécia Antiga.
01. O século VI a.C. marca a passagem do período arcaico para o período clássico na história dos antigos gregos. Qual foi o elemento que marcou essa mudança ? Por quê?
02. Porque Esparta apresentou um desenvolvimento histórico distinto da maioria das cidades-gregas?
03. Faça uma comparação entre a educação ateniense com a espartana, conclui-se que:
04. Os espartanos se utilizaram o laconismo e da xenofobia para reforçar o status quo e evitar mudanças e com o objetivo de preservar o quê?
05. A vida política de Atenas, durante o período arcaico, foi caracterizada pelas transformações que culminariam com a criação da democracia escravista. O que impulsionou essas transformações? Explique
06. (FAAP) Em 334 a. C., Alexandre Magno lançou-se à conquista de um vasto império. Gregos e orientais, num processo de mutualidade, geraram uma nova e brilhante civilização, nascida dos escombros de outras. Com relação a esse período, pergunta-se:
a) A qual civilização se refere?
b) Quais as mais importantes correntes filosóficas dessa época?
07. (MACKENZIE) As diferenças políticas e econômicas entre espartanos e atenienses culminaram em conflito. Qual foi esse conflito?
08. (UEMT) O enfraquecimento das cidades gregas, após a Guerra do Peloponeso (431 - 404 a. C.), possibilitou a conquista da Grécia por qual povo?
09. O nome perieco, em grego [perioikos], significava morador “em torno da casa” e servia para designar uma classe com várias obrigações de Estado, entre elas a do serviço militar. Com base nestas obrigações estatais dos periecos em Esparta antiga, como eles eram socialmente reconhecidos?
10. No período clássico grego (Séc. V–IV a.C) Atenas com sua ordem democrática, seu desenvolvimento econômico e sua expansão pelo mar Egeu, destacou-se como a mais importante entre as cidades-estados da Grécia antiga. O fortalecimento grego-ateniense apoiado numa forte política expansionista deflagrou inúmeros conflitos com o Império Persa, outra potência que disputava com os Gregos o controle da Jônia (região costeira da Ásia Menor). Posteriormente, deflagraram-se as guerras entre as polis gregas contra a hegemonia ateniense, fortalecida ainda mais após as guerras com os Persas. Dessas lutas entre cidades-estados, a derrota de Atenas significou o declínio da sociedade grega clássica.
A quais acontecimentos, respectivamente, se referem o texto acima?
11. Na sociedade espartana, o hilotismo era elemento constitutivo de sua organização social. Quem eram os hilotas, assinale o que for correto:
12. O conjunto das reformas políticas que se encontravam na origem da polis dos lacedemônios estava reunido em um documento proveniente do oráculo de Delfos denominado “Grande Retra”, muito provavelmente um decreto-lei primitivo, anterior ao século VI a.C., sobre o governo espartano.
De acordo com esse documento:
Qual foi a organização política de Esparta que se estabeleceu no período clássico (séculos V e IV a.C.).
13. A denominação de “civilização helenística” é a civilização que resultou da fusão de quais culturas?
14. A conseqüência mais aparente das invasões foi à destruição quase integral da civilização micênica. No espaço de um século, as criações orgulhosas dos arquitetos aqueus, palácios e cidadelas, não são mais do que ruínas. “Ao mesmo tempo vemos desaparecer a realeza burocrática, a escrita, que não passava de uma técnica de administração, e todas as criações artísticas...” (Pierre Lévèque, A aventura grega) O texto refere-se às invasões de quais povos?
15. O historiador ateniense Tucídides, que viveu durante a Guerra do Peloponeso, escreveu sobre os gregos:
"... antes da Guerra de Tróia, [os habitantes da] Hélade nada [realizaram] em comum. Este nome mesmo não era empregado para designá-la no seu conjunto. [...] O que fica bem comprovado [nos livros de] Homero: ele que viveu numa época bem posterior à Guerra de Tróia, não utilizou a designação [de helenos] para o conjunto [dos gregos]. [...] Não utilizou, também, a expressão "bárbaros" porque, em minha opinião, os gregos não se encontravam ainda reunidos [...] sob um único nome que [lhes] permitisse [diferenciar-se de outros povos]. De qualquer forma, aqueles que receberam [mais tarde] o nome de Helenos [...] nada fizeram conjuntamente antes da Guerra de Tróia. [...] Essa expedição mesma os reuniu apenas num momento, naquele em que a navegação marítima encontrava-se mais desenvolvida".
(Tucídides. "A guerra do Peloponeso". Século V a. C.)
Baseando-se no texto, responda.
a) Qual característica política dos gregos na Antigüidade é apresentada por Tucídides?
b) Por que, apesar da situação política expressa por Tucídides, pode-se falar de uma antiga civilização grega?
16. Péricles, que governou Atenas de 461 a 429 a.C., definiu o sistema político de sua cidade da seguinte maneira:
"Vivemos sob uma forma de governo que não se baseia nas instituições de nossos vizinhos; ao contrário, servimos de modelo a alguns ao invés de imitar outros. Seu nome, como tudo depende não de poucos, mas da maioria, é democracia". Porém, para muitos historiadores modernos, ainda que se considere Atenas como local de origem e paradigma da democracia, ela não foi uma democracia modelo, pois existiam grupos sociais que eram excluídos do processo político. Explique a estrutura social política da Grécia antiga.
Diferentemente da vizinha Atenas, a cidade de Esparta adotava uma forma de governo conhecida como oligarquia ou diarquia. O que significava a diarquia?
17. A democracia está sempre na berlinda. Do mundo clássico ao contemporâneo, houve sempre quem não a julgasse ser o sistema ideal de governo. As tentações para subvertê-la têm-se manifestado historicamente. Há, no entanto, um lastro de conquistas democráticas que se afirmou ao longo do tempo. Explique a evolução da experiência democrática na Grécia Antiga.

Baseado em tudo que estudamos sobre o Egito Antigo resolva as seguintes questões:
01. Por podemos dizer que o Egito é uma dádiva do Nilo? Qual a importância deste grande rio?
02. O papiro era uma planta que nascia próximo ao rio Nilo. Para que ela era utilizada?
03. Qual era a função dos escribas no Egito Antigo?
04. Qual motivo levou os egípcios a embalsamar (mumificar) as pessoas que morriam?
05. Segundo Heródoto, considerado o pai da Historia, a vida no Egito se deve a existência do rio Nilo. Qual a importância do rio Nilo para a civilização egípcia?
06. No Egito qual a função das pirâmides?
07. O que é correto afirmar a respeito dos deuses egípcios?
08. O que podemos afirmar em relação à religião no antigo Egito?
09. Explique a organização do Estado Egípcio.
10. Explique como as comunidades patriarcais no antigo Egito.
11. Explique a estrutura da sociedade egípcia.
12. O Novo Império, considerado o mais estável período da civilização egípcia, teve seu fim com a deflagração de uma série de invasões. Quais povos invadiram o Egito nesse período?
13.(Fuvest-SP) No antigo Egito e na Mesopotâmia, assim como nos demais lugares onde foi inventada, a escrita esteve vinculada ao poder estatal. Este, por sua vez, dependeu de um certo tipo de economia para surgir e se desenvolver.
Considerando as afirmações acima, explique as relações entre:
a) escrita e Estado;
b) Estado e economia.
14. Como se caracteriza O modo de produção asiático .

SITES PARA PESQUISA
http://www.sohistoria.com.br/ef2/index2.php
http://www.historiadomundo.com.br/
http://www.geocities.com/Athens/Cyprus/8943/Grecia/GreAntig.html
http://antigoegito.tripod.com/index2.htm
http://www.historianet.com.br/conteudo/default.aspx?codigo=853

2 comentários:

Anônimo disse...

professora, fiquei em dúvida .. a Recuperação do 3° Bimestre, são todas essas perguntas?
Obg *-* Isadora 1° "G"

maria carolinna disse...

n estou achando
veii ajuda

Postar um comentário

Arquivo